Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Uma semana antes de partir do Brasil, eu já havia publicado três anúncios no Craigslist; um me oferecendo como babá, um com o cozinheira doméstica e um como faxineira. Recebi três respostas para o primeiro, uma mara o segundo e nenhuma para o terceiro. Fiquei confiante que encontraria emprego rápido.

Eu estava há três dias em solo norte americano. O Plínio já estava frequentando o curso preparatório para os Steps e minha irmã estava trabalhando normalmente. Em casa, assistindo Netflix no meio da tarde, recebo uma mensagem da dela: Quer vir trabalhar amanhã? Sim! Respondi de imediato. Não estava aqui à passeio, afinal. E nessa terra, time is money. Meu objetivo era de começar a receber dois mil dólares por mês para poder bancário nossas despesas, e isso não ocorreria comigo em casa.

No dia seguinte, acordei às 5:40 para ir trabalhar junto à minha irmã. Tínhamos que estar na loja de sucos quinze para as sete para abrirmos. Ela me deu um uniforme e me ensinou tudo sobre como funcionava a loja e como fazer os diversos sucos. Aprendi rápido, afinal, não era nada complicado. No terceiro dia de trabalho, eu já estava usando o caixa sem supervisão.

Um porém, a loja é de franquia. Sendo assim, eu precisaria de no mínimo um Tax ID para receber meu pagamento. Pesquisando online, descubro que esse número só sairia em sete semanas. Não querendo fazer nada que pudesse potencialmente comprometer um futuro processo para adquirir meu Green Card, abri mão do serviço no quinto dia.

Voltei a postar no Craigslist. Desta vez só anúncio para babá. Recebi uma resposta dois dias depois. Um casal com um menino de 18 meses e uma filha de 14 anos. Me perguntou qual seria minha pretensão salarial e não me deu muitos detalhes. Eu disse que gostaria de trabalhar full time e receber quinhentos dólares por semana. Logo recebi um email de resposta perguntando quando poderíamos marcar uma conversa pessoalmente, se mais tarde naquele mesmo dia eu estaria livre. Encontrei com a família toda no Shopping, meia hora depois de um breve telefonema. Depois de meia hora de conversa, perguntaram se eu poderia começar na segunda.

Já estou trabalhando com essa família há pouco mais de duas semanas. Até agora, tudo tranquilo. Já fui até convidada a uma pequena viagem com o casal e o bebê para cuidar dele enquanto os pais vão à festa de fim de ano da empresa. Será em Baltimore. Acho que já conquistei confiança e demonstrei conhecimento.

E foi isso. Segundo desafio para até o final de outubro concluído! Próximo post será sobre o terceiro desafio: comprar um carro.

Anúncios

Read Full Post »

Eu estou sempre procurando por blogs e vlogs de pessoas que já moram ou estão indo morar nos Estados Unidos. Tenho uma curiosidade pra saber como a pessoa conseguiu, como foi o processo, as dificuldades. Gosto de saber como elas vivem a vida lá agora e o que elas amam e odeiam. Adoro ver o estilo de cada uma e me sinto amiga de todos que sigo.

Geralmente sou discreta, leio tudo e não comento nada, coisa feia, eu sei. Mas é porque normalmente eu leio posts e vejo vídeos antigos, então parece que meu comentário já está fora de contexto. Anyway…

Resolvi fazer esse post para falar de todos que eu sigo e curto, porque sei que as vezes é difícil encontrar material sobre esse assunto. Esses dias por acaso encontrei alguns e gostaria de dividir com todo mundo. Arranjei por cronologia, ou seja, do que eu conheço há mais tempo até os que eu acabei de começar a seguir. Como o post começou a ficar muito longo, eu dividi em dois, o outro é o Top Vlogs Sobre Morar nos Estados Unidos.

Colagem

Blog Colagem da Luciana Misura

Blog Colagem da Luciana Misura

Esse blog é o queridinho do meu coração. Encontrei ele há muito tempo atrás e o sigo até hoje. A blogueira é a Luciana Misura, uma carioca casada com um americano. Nos primeiros posts o blog era uma espécie de diário, onde a Luciana registrava as coisas corriqueiras do seu dia a dia. Pouco tempo depois ela conheceu o seu marido, foi morar em Michigan e começou a contar sobre todas as novidades que encontrava por lá. Hoje ela tem uma página específica que lista todos esses posts.

Há muitos posts detalhados sobre feriados norte americanos. Ela também responde várias perguntas sobre morar nos Estados Unidos e há posts sobre desde comidas típicas até esportes. Ela atualmente está com uma série de posts intitulado Como é Morar nos Estados Unidos, onde brasileiros de várias cidades americanas falam sobre onde moram. O blog é muito bem organizado e fácil de ler.

Atualmente a Luciana se dedica a falar sobre as viagens que ela faz com a família dela pelos Estados Unidos e também outros países.

Um Brasileiro na Terra do Tio Sam

Blog Um Brasileiro na Terra do Tio Sam

Blog Um Brasileiro na Terra do Tio Sam

Esse é o blog do paulista Renato. Renato já foi engenheiro, professor de matemática, orçamentista… Largou tudo para cursar Design de Interiores em Orlando. Hoje ele, além de designer de interiores, também é corretor de imóveis por lá. O blog é recheado com dicas sobre como ir estudar nos Estados Unidos, sobre a cultura americana e outras curiosidades.

Alguns dos posts mais lidos do blog são Como e quanto dinheiro levar em uma viagem ao exterior?Quais os melhores parques de Orlando?Remédios nos EUADirigir nos EUA – Dirigir na Flórida – Dirigir em Orlando e O que Fazer em Orlando?. Fora esses, tem um monte de outros que trazem informações interessante e relevantes.

Se você quiser aprender sobre como é morar nos EUA, quer planejar férias em Orlando ou até comprar uma casa por lá, esse blog é para você!

 Aventuras na Magic City

Blog Aventuras na Magic City

Blog Aventuras na Magic City

A baiana Lorna começou esse blog em 2010, quanto foi junto ao marido aos Estados Unidos, onde ele faria sua residência médica. Foram parar em uma cidade de interior, Birmingham, Alabama. Certamente culpa do Match! Eu só comecei a acompanhar a vida desse casal quando eu e o Plínio começamos os nossos planos de morar fora, com ele fazendo residência nos Estados Unidos também. Comecei a procurar blogs com pessoas dividindo suas experiências e creio que achei esse pelo Google.

É um blog pessoal, onde a Lorna conta da vida dela e do marido, das conquistas e dificuldades. E é por isso mesmo que eu gosto, adoro entender a história das pessoas pelo lado de dentro. Além de dúvidas sobre a residência médica americana, ela também tem posts falando sobre dicas para quem vai morar nos Estados Unidos, como validar o seu diploma lá, parto feito nos EUA e muito mais. Tudo isso do ponto de vista de quem vive tudinho de perto.

Discovering the Lone Star State

Blog Discovering the Lone Star State

Blog Discovering the Lone Star State

Esse é o blog mais recente que eu comecei a acompanhar. Os médicos Cristiane e Christiano resolveram deixar pra trás a vida estruturada que eles tinham no Brasil e se mudaram para o Texas com suas 3 filhas! O Christiano acabou de conseguir um Match, após dois anos estudando e estagiando por lá. Achei incrível a coragem desse casal! Médicos já formados, já especializados, com carreiras sólidas e estáveis, decidiram que isso tudo valia menos que um sonho e correram atrás.

O blog é basicamente um diário pessoal da Cristiane, onde ela conta as dificuldades que encontra na sua rotina. Há histórias fofas sobre suas filhas aprendendo inglês, muita coisa sobre filhos e também sobre educação nos Estados Unidos. Pra quem está indo com filhos, pequenos ou grandes, esse site é bem legal.

Essa é a minha lista no momento mas estou sempre na busca por coisas novas! Se você tem um blog ou um canal no Youtube sobre morar nos Estados Unidos, compartilhe o link nos comentários! Vou amar ver!

 

Read Full Post »

annual-career-checkup

Assim que soube que eu estava dispensada da empresa onde trabalhava, comecei a fazer alguns telefonemas. O primeiro foi para o meu namorado. Os seguintes foram para consultórios médicos. A saída do escritório significaria a perda do meu plano de saúde. Além disso, queria, precisava, estar com todos os exames rotineiros em dia antes da ida aos Estados Unidos.

Pra quem não sabe, a saúde pública na terra do Tio Sam é paga. E muito bem paga. Com a alta do dólar, dá pra imaginar quanto sairiam meia dúzia de consultas e mais uma dezena de exames? Certamente um gasto que eu não gostaria de ter.

Tenho a saúde boa, nenhum problema realmente preocupante, mas é sempre bom prevenir, né? Marquei ginecologista, dermatologista e oftalmologista. Vários exames laboratoriais, algumas ultrassons e alguns testes clínicos. Ainda estou devendo uma ida ao dentista para fazer limpeza, mas esse eu não tenho tanta pressa porque o plano de saúde não cobreria de qualquer forma.

Além de todos os exames feitos pelo plano, ainda resolvi pagar para fazer um particular. Eu tenho risco de glaucoma, então todo ano eu preciso fazer uma bateria de testes para avaliar a minha situação. Essa é a segunda vez que um oftalmologista me pede um exame chamado OCT. A primeira vez eu não fiz porque a Unimed precisa autorizar especificamente, e tanto daquela vez como essa, o meu pedido foi negado. É um exame que custa até R$500. Eu não iria fazer dessa vez também, porém o médico me convenceu de que era o exame mais importante entre os que ele pediu. Ele me deu uma super dica, ir na clínica popular, onde o exame saiu por menos de metade do preço. Resolvi desembolsar a grana. Imagina quanto esse exame não deve custar lá nos Estados Unidos!

Então fica a dica: indo morar no exterior? tenha certeza que sua saúde está em dia e que todos os seus exames rotineiros estão feitos. Nada pior que ter que ir à um médico no exterior às cegas e ter que pagar uma pequena fortuna para isso.

Me siga no Bloglovin

Read Full Post »

Essa imagem é apenas um sonho. Quem me dera meu apartamento fosse desse tamanho todo! Só clicar pra saber de onde tirei. :)

Essa imagem é apenas um sonho. Quem me dera meu apartamento fosse desse tamanho todo! Só clicar pra saber de onde tirei. 🙂

Entre os termos mais buscados que trouxeram as pessoas aqui até o blog, há um que me chamou atenção: “quanto custa morar sozinho”. Me dei conta que nunca fiz um apanhado de todos os meus gastos reais morando sozinha. Acho essa informação de extrema importância para quem está se programando para sair de casa e arriscar a independência!

Infelizmente, eu só posso falar de mim. Moradora de uma quitinete em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro. Então fiquem cientes de que tudo que eu colocar aqui pode variar drasticamente de acordo com o bairro / estado / tamanho do apartamento. Não vou ficar elaborando um post sobre o que é cada uma dessas despesas porque acho que vocês já sabem. Vou direto ao que interessa, ok?

  • Aluguel + Condomínio + Gás + Água: R$ 1.350,00
  • Luz: R$ 55,00
  • Internet + TV à cabo: R$ 85,00
  • Celular: R$ 130,00
  • Comida: R$ 410,00
  • Transporte: R$ 180,00
  • Plano de Saúde: R$ 280,00
  • Total: R$ 2.490,00

Agora, algumas observações.

  1. Moro numa quitinete de aproximadamente 20m² à 3 quadras da Praia de Copacabana, à 700m do Shopping Rio Sul e à 600m do metrô. Veja como priorizei locação em detrimento de espaço físico no apartamento.
  2. Não tenho ar condicionado, não passo roupa, não seco meu cabelo com secador, não tenho microondas. Só tenho um computador, uma televisão de 40′, um frigobar, um ventilador de mesa super potente e um chuveiro elétrico. Isso tudo influencia diretamente na conta de luz.
  3. Minha internet e tv à cabo é NET. Acho que são 15Mb de internet e o plano mais básico de tv. Me obrigam a ter a tv à cabo, se não já teria cancelado. Estou satisfeita com a velocidade da internet.
  4. Meu plano de celular é da Claro. É pós pago e inclui internet. Quase não falo no telefone. Não tenho telefone fixo.
  5. Para alimentação eu fiz uma média dos meus gastos no débito automático nos últimos 60 dias. Lembrando que eu estou no momento há um mês e meio em casa sem trabalhar, o que influencia. Passo praticamente tudo no débito automático, então os dados estão relativamente precisos. Gasto bastante para comer fora porque não tenho uma cozinha adequando no meu apartamento. Adoro uma boa caipirinha, e essas são caras.
  6. Ando de ônibus e metrô, as vezes pego um táxi. Estou contando quanto gastava enquanto trabalhava e saia de casa todo dia.
  7. Resolvi incluir o meu plano de saúde porque acho importante notar que esse será um gasto fixo e relativamente alto no seu orçamento de pessoa adulta, independente e responsável.
  8. Sustento dois filhos felinos.

E então, era o que você esperava? Fechou sua conta aí? Já dá pra fazer as malas?

Você já mora sozinho e quer compartilhar seus gastos? Coloca aí nos comentários, não esqueça de mencionar qual cidade!

Me siga no Bloglovin

Read Full Post »

Reformando

O studio havia sido pintado antes do último inquilino se mudar. Um amarelo suave. Parecido até com o amarelo que estava nas paredes do meu apartamento em Niterói. Não é uma cor feia, mas eu já não aguentava mais! Afinal, foram 4 anos convivendo com ela, não dava pra ficar mais um tempo assim. Então respirei fundo e tomei a decisão de encarar uma pintura.

Além disso, também resolvi fazer algumas pequenas mudanças. Como o apartamento não tem área de serviço, o banheiro faz esse papel também. Logo, alguém achou coerente instalar um tanque no lugar da pia. Como eu prefiro uma pia de banheiro com bancada para apoiar minhas muitas tralhas, resolvi trocar! Já comprei a bancada nova e um armário para colocar embaixo mas ainda não instalei.

Outra coisa que me incomoda demais e vou ter que trocar pra ontem, é a pia da cozinha. Alguém achou que seria interessante se além de pintar os azulejos, aproveitasse e pintasse também a bancada E a cuba! Genial! Só que não. Conclusão: a camada de tinta da pia já está descascando por conta da umidade, óbvio. Tá um nojo. Já comprei uma cuba de inox escovado e estou tentando arrumar alguém para instalar.

Esses são alguns dos “to-dos” na minha listinha de mini reforma. Logo postarei mais detalhes sobre cada um desses itens e fotos! A casa é pequena, mas vai ficar super charmosinha!

Read Full Post »

Foi numa sexta-feira que eu resolvi que não mais dividiria um apartamento gigante de dois quartos na Praça Saens Peña. Após uma conversa via Whatsapp com a roommate, percebi que jamais teria a liberdade total de quem mora sozinha. Então respirei fundo e me preparei para o trabalho que mudar de casa envolvia.

No sábado de manhã eu já estava grudada no ZAP Imóveis à procura de um conjugado na zona sul do Rio. Meu namorado mora em Botafogo, eu trabalho no centro e não fazia sentido eu ficar pela Tijuca. Vi um anúncio para um apartamento no famoso Edifício Coral. Dizia que o corretor ainda estaria lá por mais 20 minutos. Peguei minha bolsa e fui.

Decepção. O único cômodo do apartamento era virado para o prisma. Pra quem não sabe, o prisma é aquele buraco no meio de alguns prédios para onde se abrem janelas. Minha vista seria o apartamento dos vizinhos e mais nada. Não dá. Próximo. Mas antes de partir, deixei meu telefone com uma moradora do condomínio para que se aparecessem apartamentos vagos, ela me avisasse.

Então fui eu e o namorado pela praia de Botafogo parando de prédio em prédio perguntando se havia algum apartamento vazio. Somente no final da praia entramos em um prédio onde haviam 3 chaves disponíveis na portaria. O primeiro era no 1º andar, virado para uma rua arborizada e sem saída. Pontos positivos. Os negativos eram o banheiro minúsculo e a reforma de mal gosto no apartamento inteiro. Piso cinza rajado não fica bem nunca. Trust me, I’m an architect.

O próximo era no mesmo andar. Era ensolarado, tinha sido reformado com um mínimo de bom gosto, tinha um cozinha com portas venezianas fofas e todos os compartimentos tinham janelas. Porém a disposição do apartamento era ruim, praticamente não tinha parede livre. Seria difícil distribuir os móveis. Não risquei da lista, mais ainda não estava perfeito.

O terceiro era em um andar mais alto, na mesma coluna do primeiro. Tinha o mesmo problema do banheiro minúsculo, mas a reforma feita não havia ficado tão ruim. A pessoa estava pedindo muito mais que os outros dois apartamentos.

Fui pra casa com a cabeça cheia. Pensando em possibilidades. Na segunda cheguei no trabalhou e já fui direto olhar os classificados. Anúncio para uma kitinete em Copacabana na Prado Júnior. Rua das primas. As chaves estavam na portaria. Não custa nada ir dar uma olhada. Então na minha hora de almoço, fui ver esse e mais um que também achei em Copacabana próximo à Siqueira Campos.

Meu primeiro dever era prestar atenção especial ao condomínio e aos vizinhos. Porteiro na mesinha, subi o elevador com uma moça aparentemente “não-prima” e tudo na paz. Entrei no apartamento e meus olhos brilharam quando vi o chão de taco recém sintecado. Como eu amo pisos de madeira. Se você os tiver na sua casa, jamais os substitua por porcelanato. A “cozinha” era apenas uma bancada com cuba e um “cooktop” de duas bocas. O banheiro era espaçoso e com lugar para colocar uma máquina de lavar. Mas o que me encantou foi a claridade que vinha pela janela que ocupava uma parede inteira. Fora o insulfilme horrendo que alguém de gosto duvidoso havia instalado nos vidros, tava tudo maravilhoso.

Até passei para ver o outro apartamento, mas desisti quando entrei e o chão era carpete.

Cheguei no escritório e liguei prontamente para imobiliária solicitando a ficha do imóvel. Por sorte eu tinha praticamente todos os documentos requeridos já em mãos. Ah, e não posso me esquecer de mais um detalhe importantíssimo sobre esse apartamento: não era necessário fiador! Quer coisa pior que ter que arranjar uma pessoa com imóvel próprio e renda três vezes maior que o aluguel?

E foi assim que encontrei o MEU apartamento. Foi uma semana tensa porque tive que ficar esperando resposta da imobiliária, mas no final das contas me deram a preferência e eu consegui!

Achei de uma tremenda sorte ter conseguido um apartamento nas condições que eu queria, pelo preço que eu queria e em tão pouco tempo. Agora o problema era outro: o que fazer com o excesso de móveis que não caberiam de jeito algum no meu studio?

Read Full Post »

Direção

Vou tentar direcionar esse blog só para assuntos da Austrália. Ou seja, meu projeto para tentar chegar até lá. Vamos ver se consigo. Os devaneios são constantes…

Read Full Post »

Older Posts »